?>
criar site elevadores joomla barra funda itaquera hospedagem joomla hospedagem
 
 
 
Quarta, 21 Set 2016
 
 
Jornal do Comercio - Fieam sai da zona de conforto
A Federação das Indústrias do Amazonas decidiu acordar para a necessidade de convencer congressistas a votar a favor do Amazonas tanto no projeto que nivela a cobrança do ICMS interestadual quanto na proposta de emenda que prorroga a Zona Franca

Por JC

A Federação das Indústrias do Amazonas decidiu acordar para a necessidade de convencer congressistas a votar a favor do Amazonas tanto no projeto que nivela a cobrança do ICMS interestadual quanto na proposta de emenda que prorroga a Zona Franca de Manaus. O momento exige realmente que se deixe de lado a zona de conforto. Por isso, além de encaminhar um documento técnico, os diretores da entidade estão dispostos a aproveitar o adiamento da votação do projeto do ICMS –será dia 7 de maio, não mais 30 de abril –para fazer uma peregrinação nos gabinetes, em Brasília. O Centro da Indústria e a Associação Comercial do Estado bem que poderiam se juntar neste esforço. Afinal, é o futuro do Polo Industrial e de pelo menos 140 mil empregos diretos que está em jogo.

Redefinição


Para o prefeito Arthur Neto, o modelo Zona Franca precisa ser rediscutido. Evitando o rótulo de “profeta do apocalipse”, ele lembrou ontem que foi o primeiro a dizer que as novas tecnologias impunham um desafio maior ainda do que a manutenção dos incentivos fiscais. Ele entende que, se as indústrias não evoluírem, logo, logo estarão fechando as portas e desempregando milhares de trabalhadores.

Buraco

Um buraco de aproximadamente dois metros de diâmetro, onde cabem tranquilamente duas pessoas de porte físico mediano, abriu-se em frente à parada de ônibus localizada em frente ao Manauara Shopping, na avenida Umberto Calderaro Filho (antiga Paraíba). Várias pessoas já caíram nele ao tentar subir em coletivos. O risco maior é para grávidas ou pessoas idosas, que podem se ferir gravemente se a prefeitura não agir imediatamente.

Elevador

Bem próximo ao buraco, um outro problema chama a atenção. O Manauara instalou elevadores para facilitar o acesso de portadores de deficiência à passarela que atravessa a pista da Umberto Calderaro. Só que eles estão constantemente parados, o que gera todo tipo de transtorno a quem precisa utilizá-lo. Com tanto dinheiro circulando em suas lojas, o shopping bem que poderia olhar com mais responsabilidade para o problema.

Digiselo


Um novo instrumento colocado à disposição dos pescadores, de acordo com a instrução normativa 13/ 2012, está moralizando a distribuição de benefícios à categoria. É o Digiselo, um documento que só é emitido depois que a impressão digital dos trabalhadores é colhida. A partir de agora, para ter acesso ao seguro-defeso, por exemplo, eles terão que apresentar a credencial, prova de que exerce a sua profissão e vive dela. Isso acaba com uma “farra” na distribuição de carteiras para pessoas que não tinham nenhuma relação com a pesca.

Consórcio

Prefeitura de Manaus e Governo do Estado vão se unir em um consórcio que administrará o Programa Águas para Manaus (Proama), por meio da contratação de empresa especializada. O processo de escolha se dará por licitação. Decisão neste sentido foi tomada no final da noite de quinta-feira (25) pelo governador Omar Aziz e pelo prefeito Arthur Neto, em reunião na sede do governo.

Comercialização


A ideia é que a Manaus Ambiental compre a produção do Proama desta empresa que vencer a licitação. A água seria destinada exclusivamente às zonas Norte e Leste da cidade, onde se concentram os maiores problemas de abastecimento.

Conspiração

O ex-presidente da Câmara Municipal de Manaus, Isaac Tayah (PSD), estava muito triste ontem, depois de ter sido multado pelo Tribunal de Contas do Estado, por conta da compra de móveis para a Casa, em dezembro passado. Ele acha que vai perder todos os processos que tem contra si naquela corte e enxerga “forças ocultas” trabalhando para inviabilizar o prosseguimento de sua carreira política.

Cuidado

De um empresário do setor de turismo, ontem, ao saber que a Amazonastur realizaria workshop com operadores internacionais que participaram da World Travel Market Latin America, em São Paulo: “espero que selecionem melhor os produtos que vão oferecer. Afinal, tem muita gente por aí enganando turista”. Ele tem razão. A oportunidade de ontem foi única. Estavam no encontro de negócios representantes dos Estados Unidos, Rússia, Austrália, Itália, Canadá, Dinamarca e Inglaterra.

Rivalidade

A semana foi pródiga em revelar que as disputas municipais recrudesceram, menos de quatro meses após a posse dos novos prefeitos. Os deputados Tony Medeiros (PSL) e Sidney Leite (DEM) fizeram fortes críticas à atuação dos novos gestores de Parintins e Maués, respectivamente. No primeiro caso, o irmão do parlamentar, Messias Cursino (PDT) perdeu a eleição para Alexandre da Carbrás (PSD). No segundo caso, o sobrinho do deputado, Júnior Leite (PDT) foi derrotado pelo padre Carlos Góes (PT).

Cobrança

Depois do comunicado do Amazon Sat, que descartou dividir a transmissão do Festival de Parintins, os diretores das duas redes que disputam o evento aguardam uma manifestação do governo. Entendem que só uma intervenção do Estado vai resolver o impasse, já que os dois bumbás não manifestam a menor intenção de se entender.

Por JC